sexta-feira, fevereiro 03, 2006

A sinusóide do espírito.
[Aos meus amigos (o Zé Manel, o Carlos e o Francisco) que aí em baixo deixaram algumas palavras de conforto, pasmo ou incentivo, centradas na questão da tese]
O estado de espírito é uma sinusóide tramada. Anteontem estava em baixo, ontem esteve em cima, hoje já está em baixo outra vez. A variável independente não é a tese… e já sei qual é. Mas tem solução. Não é fácil, mas tem solução. Garanto que vou fazer com que os ciclos sejam maiores e os pontos baixos mais curtos.

2 Comments:

At 9:44 da tarde, Blogger Carlos a.a. said...

Pois, é isso mesmo, essa da sinusóide..., umas vezes em cima e outras vezes em baixo!
Já o meu avô, que nada sabia de sinusóides e muito menos da existência de semelhante artefacto linguístico, do mesmo se queixava por outras palavras:

O coração das cuecas
É difícil de entender:
Alegre quando tem fome
Triste depois de comer!

Abraço

 
At 12:11 da tarde, Blogger pgs said...

LOL

 

Enviar um comentário

<< Home