sexta-feira, abril 21, 2006

A lei imaterial (marxista e desordeira) da atracção

As ideias puxam-se, sem reconhecimento de propriedade e sem respeito hierárquico pela cabeça donde saem, umas pelas outras, por estranhos meios, sem serem formalmente apresentadas...

5 Comments:

At 4:09 da tarde, Blogger zecadanau said...

Um abração de solidariedade e fraternidade universal nesta data mamorável.

Zeca da Nau

 
At 10:25 da tarde, Blogger alentejodive said...

Viva.

Estive, pela 1ª vez, a dar umas voltas pelo seu blogue. Detive-me numa discussão a propósito da "ruralidade", onde refere que mora em Cuba, no Alentejo.

Ora, Cuba é exactamente a minha terra. Ainda que já daí tenha saído há mais de 20 anos. Actualmente, resido em Vendas Novas.

Como tambem já aderi a este fenómeno da blogosfera, decidi iniciar um blogue a propósito da Cuba. Por enquanto, está em fase de pré-lançamento, se é que isso existe. Estou, mais propriamente, a tentar arranjar algum material sobre a Cuba, para publicar umas coisas a título de divulgação.

Se não se importa, vou colocar um link nesse meu blogue.

Saúde...

 
At 9:28 da manhã, Anonymous Anónimo said...

That's a great story. Waiting for more. »

 
At 9:23 da manhã, Blogger João said...

Atracção de sinal oposto muita verborreia pouco juízo, um abraço

 
At 4:51 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Hi, Nice site I enjoyed reading it. Thanks for sharing. Would it be possible if I contact you through your email? Please email me back. Thanks!

Aaron Grey
aarongrey112 at gmail.com

 

Enviar um comentário

<< Home