domingo, julho 11, 2004

Lições a tirar da recente crise política.
1. O Presidente da República, Jorge Sampaio, mostrou ter uma assinalável e muito respeitosa coragem política;
2. O Presidente da República, Jorge Sampaio, teve a coragem de ser, quer se goste ou não se goste, quer se concorde ou não se concorde, o Presidente da República de todos os portugueses;
3. O PCP, o Bloco de Esquerda e, pelo menos, a Sr.ª Dona Ana Gomes mostraram o que já se adivinhava... convivem mal com a Democracia;
4. O PS – o pior partido português... – mostrou o que também já se sabia... em momento de discutir o país eles discutem o partido e ajustam contas partidárias;
5. O Ferro Rodrigues é politicamente uma nulidade, exagerou a posição, tomou-se por mais importante que é ou alguma vez foi, mas teve dignidade e coragem ao bater com a porta;
6. Por outro lado, Ferro Rodrigues, ao colocar a coisa no plano pessoal, mostrou que a relação que o PS tem com os cargos de soberania não são relações assentes em princípios políticos e de respeito pela democracia, mas relações pessoais e clientelares;
7. Aprendemos, por outro lado, que a “total confiança” que o PS tem no Sr. Presidente da República só se aplica se a solução encontrada lhe for conveniente;
8. Aprendemos ainda que, para a generalidade da esquerda, um parlamento eleito não vale nada, quando os interesses dessa mesma esquerda estão em causa;
9. Reforçámos a convicção que o Bloco está com sede de poder;
10. E confirmámos a impressão de que, para boa parte da classe política, nas eleições europeias votamos para censurar o governo e que nas eleições legislativas votamos para eleger um primeiro-ministro; por outro lado espantamo-nos por nenhum dos que isto defende tenha alguma vez proposto uma adequada e consequente reforma do sistema eleitoral...

1 Comments:

At 10:53 da manhã, Blogger CG said...

Brilhante, meu caro!Brilhante!

 

Enviar um comentário

<< Home